Países do Oceano Pacífico

águas do Pacífico

O Oceano Pacífico é o maior corpo de água do mundo, cobrindo mais de 30% da superfície da Terra e abrigando um grande número de países e territórios insulares. O Países do Oceano Pacífico eles têm uma grande variedade de características, desde países altamente industrializados até nações pequenas e menos desenvolvidas. No entanto, existem certas características que são comuns a muitos dos países do Pacífico.

Por isso, vamos dedicar este artigo para falar sobre as diferentes características, geologia e cultura dos países do Oceano Pacífico e algumas curiosidades do oceano.

Países do Oceano Pacífico

países do oceano pacífico

Em primeiro lugar, muitos dos países do Pacífico têm grande diversidade cultural e étnica, devido à sua posição estratégica como ponte entre a Ásia e as Américas. Dos povos nativos da Oceania às comunidades de imigrantes da China, Japão e outros países asiáticos, o Pacífico é um caldeirão de culturas e tradições.

Em segundo lugar, a maioria dos países do Pacífico são altamente dependentes da pesca e da agricultura para sua subsistência. A pesca é uma importante fonte de renda e emprego em muitos países costeiros, enquanto a agricultura é uma atividade vital em países insulares que têm terras aráveis ​​limitadas. Além disso, alguns países do Oceano Pacífico também possuem recursos naturais como petróleo e gás natural.

Em terceiro lugar, muitos dos países do Oceano Pacífico enfrentam desafios econômicos e sociais significativos. Pobreza, desemprego, falta de acesso à educação e aos serviços básicos de saúde são problemas comuns em alguns países do Pacífico. Além disso, muitos desses países também enfrentam desafios ambientais, como mudanças climáticas e perda de biodiversidade.

Esses países têm uma história rica e uma herança cultural que é importante preservar e proteger. Das culturas ancestrais dos povos indígenas da Oceania à influência colonial dos europeus, A história do Pacífico é rica e diversificada. A preservação de sítios culturais e a promoção do turismo sustentável são importantes para manter e compartilhar a rica herança cultural do Pacífico. Eles são diversos e únicos em muitos aspectos. Embora enfrentem desafios significativos, eles também possuem uma rica cultura, história e patrimônio natural que merecem ser protegidos e valorizados.

Importância econômica

O Pacífico é de grande importância econômica pelas seguintes razões:

  • Possui importantes jazidas de petróleo e gás, nódulos polimetálicos, areia e cascalho.
  • Representa uma importante rota de comércio marítimo.
  • A pesca é uma das indústrias mais beneficiadas devido à concentração no Oceano Pacífico de vários peixes e mariscos comestíveis que são muito procurados em vários países, principalmente na Ásia. A maior frota atuneira do mundo pesca neste oceano. O Noroeste do Pacífico é considerado a pesca mais importante, produzindo 28% da pesca mundial. Isso é seguido pela região do Pacífico Ocidental e Central, que responde por 16% da captura mundial. Além do atum, também são pescados em grande quantidade carapaus, badejos, sardinhas baby, anchovas japonesas, bacalhau, pescada e vários tipos de lulas.
  • O Oceano Pacífico está ligado ao Oceano Atlântico através de canais naturais no extremo sul da América, o Estreito de Magalhães e o Mar de Drake, mas talvez a rota mais eficiente e direta seja através do Canal artificial do Panamá.
  • A pirataria é uma ameaça marítima que impede a passagem livre no Mar da China Meridional, no Mar de Celebes e no Mar de Sulu. Roubo à mão armada e sequestro são crimes frequentes que raramente são interrompidos. Os navios e outras embarcações devem adotar medidas preventivas e defensivas para minimizar os riscos.

conservação dos oceanos

O Pacífico enfrenta grandes desafios: mudanças climáticas, poluição plástica e pesca predatória. Embora seja protegido pela lei internacional, seu tamanho significa que os esforços para preservar seus recursos naturais não são fáceis de sustentar.

Segundo dados divulgados pelo New York Times, existem cerca de 87.000 toneladas de lixo no Oceano Pacífico, e esse número aumentará nos próximos anos, entre eles, plásticos e redes de pesca são os elementos mais abandonados ao longo da extensão. Esse acúmulo de lixo é conhecido como Garbage Island, uma área de 1,6 milhão de quilômetros quadrados entre o Havaí e a Califórnia.

Por outro lado, muitas partes do Oceano Pacífico precisam se recuperar da sobrepesca, uma vez que as populações de espécies destinadas ao consumo humano não conseguem se recuperar durante os períodos de reprodução, que afeta a biodiversidade marinha. A caça ilegal de espécies ameaçadas é uma das maiores ameaças no Pacífico.

Ilhas do Oceano Pacífico

ilhas do Pacífico

O Oceano Pacífico possui milhares de ilhas diferentes, a maioria pertencente à Oceania, divididas em três regiões distintas:

  • Melanésia: Nova Guiné, Papua Nova Guiné, Indonésia, Nova Caledônia, Zenadh Kes (Torres), Vanuatu, Fiji e Ilhas Salomão.
  • Micronésia: Ilhas Marianas, Guam, Ilha Wake, Palau, Ilhas Marshall, Kiribati, Nauru e Estados Unidos da Micronésia.
  • Polinésia: Nova Zelândia, Havaí, Rotuma, Midway, Samoa, Samoa Americana, Tonga, Tovalu, Ilhas Cook, Polinésia Francesa e Ilha de Páscoa.

Além disso, existem outras ilhas que não pertencem a este continente, como:

  • Ilhas Galápagos. Pertence ao Equador.
  • Ilhas Aleutas. Eles pertencem ao Alasca e aos Estados Unidos.
  • Sacalina e as Ilhas Curilas. Pertence à Rússia.
  • Taiwan Pertence à República da China e está em disputa com a República Popular da China.
  • Filipinas
  • Ilhas no Mar da China Meridional. Pertence à China.
  • Japão e as Ilhas Ryukyu.

A parte mais profunda conhecida de todos os oceanos do mundo está no Oceano Pacífico ocidental, perto das Ilhas Marianas e Guam, e é conhecida como a Fossa das Marianas. Tem a forma de uma cicatriz ou meia-lua, estende-se por 2.550 quilômetros de crosta e atinge uma largura de 69 quilômetros.

A profundidade máxima conhecida é de 11.034 metros, o que significa que, se o Everest desabasse na Fossa das Marianas, seu cume ainda estaria 1,6 quilômetros abaixo do nível da água.

Espero que com esta informação você possa aprender mais sobre os países do Oceano Pacífico e suas características.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.