Os eventos astronômicos mais importantes de abril de 2024

eventos astronômicos abril de 2024

A principal atração dos eventos astronômicos de abril é a chuva de meteoros Líridas, que atinge seu máximo na noite dos dias 22 e 23. Infelizmente, este ano coincide com lua quase cheia, o que dificultará muito a visibilidade. Mesmo assim, tendo em conta que a chuva foi bastante intensa, conseguimos desfrutar de algumas delas com calma. De qualquer forma, há outro grande protagonista nos acontecimentos astronômicos deste mês de abril. Um eclipse solar total só pode ser visto nos Estados Unidos, mas já está causando muita discussão em todo o mundo.

Neste artigo vamos contar quais são os eventos astronômicos mais importantes de abril de 2024 e suas características.

Grande Eclipse Norte-Americano

eclipse solar américa do norte

O eclipse solar total de segunda-feira, 8 de abril, só será visível em países como México, Estados Unidos e Canadá, tornando-se a principal atração entre todos os eventos astronômicos deste mês.

Não é de surpreender que, particularmente no contexto do México, onde um eclipse solar completo não era observado há 33 anos, até 11 de julho de 1991. Isto ocorreu numa altura em que as capacidades tecnológicas eram limitadas e havia poucos meios de comunicação disponíveis para transmitir todo o evento. O México aguarda com expectativa a chegada de inúmeras pessoas de diversos cantos do planeta para o próximo eclipse, o que sem dúvida contribuirá para o crescimento do turismo nacional. Só na cidade de Mazatlán, estima-se que cerca de 2 milhões de turistas descerão às suas costas.

Para garantir uma experiência totalmente segura, é recomendável seguir as sugestões de utilização de visualizadores ou filtros autorizados. Links confiáveis ​​são fornecidos nas diversas plataformas de mídia social da Ruta Eclipse para obter essas ferramentas essenciais em diferentes locais do México.

Prevê-se que afecte o comportamento das aves e possa até estar ligado a um aumento no número de acidentes de viação fatais. Muito provavelmente, este será o evento mais importante do mês, mas não podemos deixar de lado as conjunções que ali estarão, bem como outra chuva de meteoros menos famosa que as Líridas.

É igualmente importante lembrar a importância de manter uma hidratação adequada e descansar em áreas sombreadas para evitar insolação, tonturas e desconforto geral. Nunca olhe diretamente para o sol sem proteção adequada para os olhos. Use óculos especiais projetados especificamente para visualizar eclipses solares. Estes óculos devem estar em conformidade com a norma ISO 12312-2 e ser certificados para observação solar segura. Óculos de sol comuns não oferecem proteção suficiente para a visualização de um eclipse solar. Não confie neles para proteger seus olhos.

Lembre-se que se você estiver usando telescópios, binóculos ou outros dispositivos ópticos para observar o eclipse, certifique-se de que eles possuam filtros solares adequados para evitar danos aos olhos.

Conjunção Saturno e Marte

cometa e eclipse

No início da manhã, o fenômeno celestial de planeta vermelho muito próximo do Senhor dos Anéis e uma Lua minguante, iluminada a apenas 7%, adornará nossos céus. Esta impressionante conjunção, com apenas 2,5 graus de separação, será visível sem a ajuda de qualquer equipamento, embora seja recomendado o uso de binóculos para uma melhor experiência de visualização.

Observar a conjunção será um desafio para quem está no hemisfério norte devido ao horizonte e à luz do amanhecer. Contudo, no hemisfério sul os residentes terão uma vantagem favorável. Na quarta-feira, 10 de abril, haverá uma conjunção entre Saturno e Marte.

Brilho Máximo do Cometa 12P/Pons-Brooks

No domingo, dia 21, teremos mais uma vez a oportunidade de testemunhar o impressionante fenómeno celeste do cometa 12P/Pons-Brooks. À medida que o sol nasce, O cometa aproximar-se-á de apenas 31 graus da nossa posição de observação, permitindo-nos maravilhar-nos com a sua impressionante proximidade. Este evento notável pode ser observado a olho nu, e para uma experiência mais detalhada podem ser usados ​​binóculos ou mesmo telescópios de curto alcance. Prepare-se para o brilho máximo do cometa neste dia extraordinário.

De acordo com os cálculos atuais, os especialistas estimam que o cometa atingirá a sua luminosidade máxima no final deste mês. As projeções mais esperançosas sugerem que atingirá um brilho de magnitude 4, tornando-o visível a olho nu em locais não afetados pela poluição luminosa.

A chuva de meteoros Líridas

líridas

Ocorre quando a Terra passa pelos restos deixados pelo cometa C/1861 G1 Thatcher, durante sua órbita ao redor do Sol. Este cometa tem um período orbital de aproximadamente 415 anos.

As Líridas recebem esse nome porque são radiantes, ou seja, O ponto de onde os meteoros parecem vir fica na constelação de Lyra. Este radiante está localizado próximo à estrela Vega, uma das mais brilhantes do céu noturno.

Os meteoros Lyrid são conhecidos por serem brilhantes e rápidos, com uma velocidade média de cerca de 49 milhas por segundo. Eles também são conhecidos por produzir rastros persistentes e faixas luminosas no céu que podem durar vários segundos.

Para observar as Líridas não é necessário equipamento astronômico especializado, apenas um local escuro e longe da poluição luminosa, além de paciência para deixar seus olhos se adaptarem à escuridão. É aconselhável observar na direção oposta ao radiante para maximizar o número de meteoros visíveis.

Este evento de meteorito é observado todos os anos entre 16 e 25 de abril, com pico por volta de 22 ou 23 de abril. Em condições ideais de escuridão e céu limpo, podem ser observados de 15 a 20 meteoros por hora durante este período. No entanto, em anos excepcionais, foram registadas taxas de até 100 meteoros por hora.

Devido à convergência de um Lua iluminada em 98% e no pico da chuva de meteoros deste ano, a maioria dos meteoros infelizmente passará despercebida. No entanto, as pessoas que residem em regiões rurais com condições climáticas favoráveis ​​podem antecipar o prazer de testemunhar uma média de 7 a 10 meteoros a cada hora.

Espero que com essas informações você possa aprender mais sobre os eventos astronômicos de abril de 2024 e suas características.


Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.