Homo neanderthalensis

homo neanderthalensis

El Homo neanderthalensis também conhecido como Neandertal é um tipo de ser humano que se desenvolveu principalmente na Europa de cerca de 230.000 anos a cerca de 28.000 anos atrás. É conhecido pelo nome de Neandertal e, ao contrário de outras espécies do gênero Homo, está totalmente desenvolvido e vive no continente europeu.

Neste artigo, vamos contar a você todas as características, origem e evolução de Homo neanderthalensis.

Origem do Homo neanderthalensis

homem neandertal

Nativo da Europa, foram encontradas evidências de que ele descende dos Heidelbergs, que vieram da África para a Europa durante o Pleistoceno Médio. No contexto da evolução humana, há décadas de relacionamento com o Homo sapiens, embora não seja claro. Foi realizada uma análise exaustiva dos depósitos descobertos e há dúvidas. O mais normal é que sejam duas espécies diferentes, embora pertençam ao mesmo gênero, coexistiram ao mesmo tempo.

É esse tipo de diferença entre humanos e Homo sapiens na estrutura anatômica. A capacidade do cérebro é enorme, ainda maior do que a das pessoas modernas. Essa é uma das razões pelas quais os especialistas duvidam da causa de sua extinção. A teoria mais proeminente sugere que eles estão oprimidos pelo número de Homo sapiens da África.

Sabemos que este continente é o berço da humanidade, porque é a nossa espécie que surge neste continente. Desde então, os ancestrais da humanidade se expandiram para outras partes da terra e a governaram completamente. No processo de evolução, você não está sozinho.

Desta forma, humanos de diferentes espécies pertencentes ao mesmo gênero podem aparecer na Europa. Neandertais eles têm a capacidade de se tornar uma espécie dominante. Durante a idade do gelo, as espécies de onde se originou tiveram que mudar seu habitat. Devido ao frio extremo e às condições ambientais desfavoráveis, isso os obrigou a migrar para o sul. Ao longo dos séculos, várias condições de isolamento levaram à necessidade de adaptação e à evolução dos hominídeos.

Após o fim da idade do gelo, eles começaram a se parecer com os Neandertais. É aqui que eles mudam de uma espécie diferente para outra. É assim que o Homo neanderthalensis.

Populações do Homo neanderthalensis

desenvolvimento Humano

Embora já exista há muito tempo, nunca teve uma grande população. Estima-se que durante os 200.000 anos em que viveu na Terra, sua população não ultrapassou 7.000. Essa é uma população muito pequena, porque qualquer cidade pequena hoje tem mais moradores. O momento glorioso desta espécie ocorreu há cerca de 100.000 anos. As ferramentas descobertas permitem que os cientistas confirmem que possuem uma capacidade considerável de desenvolvimento intelectual.

Embora suas populações sejam pequenas, fósseis muito dispersos foram encontrados, o que mostra que eles são encontrados em quase todo o continente europeu. Alguns especialistas acreditam que eles poderiam ter alcançado a Ásia Central. A relação entre os neandertais e o Homo sapiens às vezes vai contra a ideia de evolução linear. A situação atual é bem diferente.

Várias espécies deste gênero dividiram a terra em diferentes regiões e coexistem em algumas regiões. Neandertais viveram na Europa, O Homo sapiens viveu na África e outras espécies, como o Homo erectus, vieram para o leste.

As técnicas de pesquisa usadas para aprender mais sobre esta espécie percorrem um longo caminho para desvendar a aparência dos humanos. É tecnologia de análise de DNA. Como todos sabemos, quando o Homo sapiens deixou a África, o Homo sapiens e os neandertais coexistiam na Europa. Mas pouco se sabe sobre sua coexistência. Graças a um estudo publicado sobre o genoma do Neandertal, sabemos que os humanos ainda têm quase 3% de DNA do Neandertal. Isso significa que existe um emparelhamento entre as duas espécies, ainda que de forma específica.

O início da hibridização entre as duas espécies demorou muito mais tempo do que se pensava anteriormente. Por volta de 100.000 anos atrás, indivíduos dessas duas espécies existiam no mesmo lugar. Alguns círculos científicos ainda discutem sobre a extinção dos neandertais. Existem algumas teorias, mas nenhuma pode ser considerada correta. O surgimento de novos dados parece ir além do momento exato em que a espécie desapareceu.

Estima-se que quando a Europa começa a esfriar significativamente, eles comecem a desaparecer, o que se traduz em uma diminuição dos recursos naturais. Quanto ao motivo de seu desaparecimento, alguns especialistas apontam que pode ser a mudança climática que acabamos de mencionar. Outros especialistas afirmam que o motivo do desaparecimento dos neandertais pode ser devido à chegada do Homo sapiens. Essa teoria não é muito bem fundamentada, pois vimos que existe um cruzamento entre elas.

Portanto, a última hipótese mais válida que se tentou provar é que o número de Homo sapiens é 10 a mais do que o número de neandertais. Isso causou uma competição por recursos naturais e algumas doenças afetaram os neandertais em vez do Homo sapiens. Para fazer isso, adicionamos um cruzamento entre as duas espécies, o que significa o desaparecimento da espécie anterior.

Curiosidades

cultura homo neanderthalensis

Entre os fósseis de Neandertal descobertos, descobrimos que alguns deles fornecem informações suficientes para compreender suas características físicas. Eles se adaptaram ao frio porque tiveram que sobreviver em um ambiente marcado pela última idade do gelo. Isso os obriga a se adaptar a um clima extremamente frio para sobreviver. Nessas adaptações, descobrimos que o tempo está ficando mais curto. O nariz também é mais largo para poder captar o perfume de uma distância maior. Não se destacaram pela altura, pois tinham uma altura média de 1.65 metros.

Embora tenha sido originalmente pensado que a dieta do Neandertal era basicamente carnívoraEstudos recentes mostram que sua alimentação é diversificada e adaptada ao meio ambiente. Eles incluem moluscos, peixes, focas, tartarugas marinhas e pássaros, bem como frutas e vegetais ricos (quase 80% de sua dieta).

Eles conhecem o fogo e o usam na cozinha, e uma farmacologia muito rudimentar, que inclui a casca do choupo como um analgésico natural. Um fato importante é que seus sedimentos indicam algum tipo de canibalismo ritual, que obviamente não está relacionado ao período de escassez.

Espero que com essas informações você possa aprender mais sobre o Homo neanderthalensis.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.